O meu 25A ou o país dos cravos

O meu 25A ou o país dos cravos

Partilhar:
Pin Share

Arrastando as botas, por mim passou agora mesmo o 25A. Ia lento numa passadeira e eu respeitei. E demorado lhe mirei o pedúnculo do cravo partido, o casaco grande demais para o corpo mirrado e a corcova acentuada. Levava uma medalha ferrugenta ao peito. Lá foi. Eu acompanhei-o com o olhar. É daqui a raiz do que segue.

A acontecer

HAt

Casa Comum
Cultura
Desafios
O meu 25A ou o país dos cravos

O meu 25A ou o país dos cravos

Partilhar:
Pin Share

Arrastando as botas, por mim passou agora mesmo o 25A. Ia lento numa passadeira e eu respeitei. E demorado lhe mirei o pedúnculo do cravo partido, o casaco grande demais para o corpo mirrado e a corcova acentuada. Levava uma medalha ferrugenta ao peito. Lá foi. Eu acompanhei-o com o olhar. É daqui a raiz do que segue.

Liberdade sim, cancelamento não

Liberdade sim, cancelamento não

Partilhar:
Pin Share

Nos 50 anos do dia que abril abriu, propõe-se uma reflexão sobre a liberdade quando, também entre nós, se começa a propor a revisão da história, o cancelamento sistemático da liberdade, e se nega a pluralidade de convicções. Ora, como haveremos de situar-nos neste contexto se «foi para a liberdade que Ele nos libertou» (Gal 5,1)?

Uma tangerina nas Tuas mãos

Uma tangerina nas Tuas mãos

Partilhar:
Pin Share

Quando caminho em comunidade, quando caminho com irmãos e irmãs, a santidade discreta, humilde, imersa em Amor, torna-se possível pela Graça de Deus, pois é esta que me alimenta e vive em mim. Deixo-me desenganar, deixo-me acolher e acolho e o milagre da conversão, a beleza que é viver na Vontade de Cristo, acontece. Os meus passos tornam-se ousados e purificados pela justiça amorosa de Deus. A comunidade orante torna-se fecunda neste Amor que brota de Jesus. A vida de cada membro torna-se uma oração.

Temas

Claustro

Ecologia
Espiritualidade
Perspetivas
Cultura
Sociedade

Espiritualidade

Casa comum

Desafios

Claustro

Espaço de diálogo, reflexão e espiritualidade

Claustro é aquele lugar que, no convento, faz a mediação entre o exterior e o interior, ou permite que do interior se  penetre ainda mais no mais interior da casa; dá também para quatro dedos de conversa e para vislumbres de céu.

 

Ler

Promoção do diálogo

Nos tempos que correm, sentimo-nos na obrigação de «caminhar juntos até à meta». Não temos a verdade toda; porém, não desprezamos as pepitas com que somos agraciados e os grãos de sabedoria que vamos burilando. Abrir e partilhar O Claustro é para nós uma urgência, que só um caminho temos por justo: cuidar a pessoa na sua unidade e integridade, desde a fé e o amor à Igreja que aprendemos com nossos pais Santa Teresa de Jesus e São João da Cruz, fazendo-nos companheiros de caminho e abrindo-nos às perplexidades do mundo.

Carmelitas Descalços

Em Portugal

Receba a newsletter Claustro: